José, pai adotivo de Jesus

Mensagens
Mensagem de Nossa Senhora
Mensagem de Nossa Senhora

“Filhos,
O Deus da vida, o Deus Pai me enviou para ser o caminho pelo qual a grande luz viria. Deus Pai preparou um pai na terra para esta grande luz. Deus Pai preparou José para ser o “educador” de Jesus. Deus Pai destinou a José a missão de ser educador e Santo e em verdade lhes digo: José cumpriu a sua missão.
Assim como Deus Pai destinou José a ser santo, Ele destinou esta mesma santidade a todos os seus filhos. Deus quer que todos sejam santos como José.”
“Filhos, eis então que a festa do Padroeiro da sua cidade se aproxima e eu quero que vocês se perguntem: “Será que estou buscando a santidade que José conquistou? Será que São José, pai adotivo de Jesus, está sendo meu modelo e meu incentivo para buscar a Deus? Será que louvo a Deus pela vida de meu padroeiro São José?” Porque se não fizerem isso que perguntei, realmente, não há motivo para festejar o seu padroeiro, pois digo com certeza: maior modelo de santidade e de submissão a Deus, não há. Não se esqueçam de que São José é patrono da cidade que escolhi para me manifestar. Por isso, rezem a São José, pois ele é o protetor desta cidade.
Quero que sejam chamados por Deus como José é chamado: “JOSÉ, SERVO DE DEUS”. (16/03/96)

Mensagem de Jesus
Mensagem de Jesus

“Filhos, venho hoje falar-lhes de um homem especial. Venho falar-lhes de meu pai. Não do Pai do Céu, mas de um homem que assumiu os riscos da minha paternidade e amou-me infinitamente.
José, meu pai, homem forte, homem de fé, que assumiu sua santidade e não desviou em momento algum de sua vida da direção que meu Pai do Céu determinara.
O pai José foi santo ao assumir minha mãe, grávida, e assim fazendo, renunciou aos seus planos e principalmente aos seus desejos carnais. Vejam aí, meus filhos, que a carne é forte quando o espírito é mais forte do que ela.
Meu pai José deu exemplo de santidade ao conduzir minha mãe ao local onde Eu iria nascer, arriscando-se numa viagem longa e perigosa com minha mãe prestes a dar à luz. Nesta viagem, meu pai ficava noites acordado vigiando e orando para que nada nos acontecesse. Vejam aí, filhos, que é preciso orar para sempre, mas é preciso sobretudo vigiar e tomar providências, para que o mal não os pegue despercebidos.
Meu pai deu exemplo de santidade ao me ensinar a falar, a andar, a orar, a trabalhar com dignidade. Enfim, meu pai foi santo ao me ensinar a ser homem.
É preciso avivar no coração dos cristãos a devoção a São José, homem no qual meu Pai do Céu depositou toda sua confiança.” (16/13/96)